Make your own free website on Tripod.com

VIA AMBIENTAL

Home | Contato | Pequenas Ações | Terceiro Setor | Legislação | Marketing Ambiental

Ações

Procedimentos para Elaboração de Programas de Educação Ambiental

1º  – Análise da Realidade Ambiental

Podemos encontrar graves problemas.  Qual a limitação quanto ao tempo disponível, equipamento, pessoal, recurso financeiro, etc;
Devemos fixar as prioridades segundo as necessidades da comunidade;
O público alvo deve reconhecer a importância do programa e do trabalho a ser desenvolvido; Descoberta de soluções do problema ambiental, conteúdo educativo e estratégia de comunicação; A comunidade deve participar e ser capaz de construir para a solução do problema ambiental, percebendo que as mudanças realizadas pelo programa vêm em seu próprio benefício.

2º  – Identificação do Público

Pessoas que causam danos ao ambiente;
Técnicos e pessoas que trabalham no manejo do recursos ambientais;
Autoridades e funcionários públicos locais;
Lideranças da comunidade;
Estudantes;
Público em geral.

3º  – Identificação do Conteúdo

Conhecimento do problema pelo público;
Responsabilidades do Público;
Soluções para o problema;
Estimule a participação do público escolhido.

4º  – Estratégia Educativa

Fazer chegar até o público alvo o programa;
Transmitir a informação do programa eficazmente.

5º  – Avaliação

Instrumentos para o cumprimento melhor das metas do programa;
Os critérios de avaliação devem ser definidos antes de iniciar o programa;
Durante a realização do programa e após a sua conclusão;
Medição de resultados para verificar se o programa tem êxito junto ao público (consciência, compreensão, motivação e ação.).



"Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável "
A Década da Educação para o Desenvolvimento Sustentável possui em sua essência uma idéia simples com implicações complexas, pois, após vivermos durante séculos sem nos preocupar com o esgotamento dos recursos naturais do planeta, temos que aprender, agora, a viver de forma sustentável. O grande desafio é estimular mudanças de atitude e comportamento nas populações, uma vez que as capacidades intelectuais, morais e culturais do homem nos impõem responsabilidades para com outros seres vivos e para com a natureza como um todo. 

A Década dá ênfase ao papel central da educação na busca comum pelo desenvolvimento sustentável. Mas o que exatamente é a Década? É um conjunto de parcerias que reúne uma grande diversidade de interesses e preocupações. É um instrumento de mobilização e advocacia. E é um veículo de responsabilidade pelo qual os governos, organizações internacionais, sociedade civil, o setor privado e comunidades locais ao redor do mundo podem demonstrar seu compromisso prático em aprender a viver sustentavelmente.

Leia mais

UNESCO

Educação Científica

O compromisso da UNESCO em assegurar uma cultura científica de qualidade para todos tem um principal destinatário que é a educação. Não se deve, no entanto, limitá-lo à educação formal. São requeridas novas e diferentes alianças entre os setores formais e não formais, com a criação de novos formatos e modalidades que se adeqüem às comunidades mais carentes desta formação.

Reivindica-se, portanto, um processo que assegure a popularização da ciência, que não deve concentrar-se somente entre os muros dos sistemas educativos ou entre os muros das escolas: requer uma participação cada vez maior de novos atores e a formação de alianças com responsabilidades e compromissos compartilhados, para que possam, utilizando-se da sua ótica particular, dar a sua contribuição ao processo. Isto contribui para a integração das políticas educativas e das políticas de desenvolvimento científico e tecnológico no Brasil. O
Projeto Ciência na Escola: um Direito de todos, bem como a promoção de eventos como o Concurso Cientistas de Amanhã são ações da UNESCO no Brasil que contribuem para o desenvolvimento da educação científica no País. Há ainda projetos desenvolvidos com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) que centralizam suas atividades na capacitação e formação de recursos humanos.